s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Edmea Reina Gallardo
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Deixa Passar
Edma Reina Gallardo

Teu olhar to triste
Pois sabes que me perdestes
Eu me machuquei
Eu acreditei
No tenhas pena de mim
No se ama quando se quer
O amor entra sorrateiramente
S quem reconhece o corao
No chore com pena de mim
Deixa tudo para trs
Eu te amei demais
Perdi minha paz
Mas no me arrependo
Um dia tudo passa
E vou novamente
Vou procura de um novo amor
Que me veja
Que cuide bem do meu corao
E nunca queira me ver chorar

Ternura
Edmea Reina Gallardo

No sou a nica a sonhar
Olho o cu a noite
A procura da minha Estrela
E conversamos horas
Digo a ela
No quero que Deus
Tire do meu olhar
A ternura Dele
De poder ver em todas as coisas
O toque mgico Dele
Da perfeio com que fez o mundo
E falar para cada um
De forma nica
Pois somos nicos
A mostrar que est a chegar o Outono
E com ele suas cores peculiares
Quando todo o ciclo recomea
Como bom no nos sentirmos vazias
Assim, no Inverno que se avizinha
No sentirmos solido
Termos cobertor quente
Ps a se juntarem a procura de calor
Ver filmes tomando chocolate quente
Abraos maravilhosos e quentes
Poder sentir teu olhar carinhoso
Teu aconchego, teu cuidado
O teu plantar da ternura
S reconhecida em duas almas gmeas
o toque de Deus
O toque de Sua ternura

Como Um Pssaro
Edma Reina

Como eu queria ser um pssaro
E como um pssaro voar
E chegar perto de ti
Cantar todo o meu amor
Passar tudo o que vai em meu corao
Tantas noites a me lembrar
A me cobrar coisas que eu nunca deveria ter esquecido
Pois hoje ouo o canto dos pssaros
Como uma mensagem de Deus
A me dizer Estou aqui, Estou aqui
Cuido de tudo para ti
Vai, anda, corre
Trata de ser feliz
Teu tempo est a correr
Faz dele tudo que precisas
Penses em ti, vivas e deixa tudo correr
Como precisa
Mas se no consegues
Ouve o teu corao
E ao conversares comigo
Te mando os sinais
E como um pssaro cantarei para ti


BIOGRAFIA

Edma Reina Gallardo de Matos
[Ma], nasceu em 29.06.1950, em Limoeiro, um dos 185 municpios pertencentes ao Estado de Pernambuco. Filha de Juan Jos Reina Gallardo, espanhol de Cdiz, e Helena Parisi Gallardo. Desde muito pequena, muito ligada ao av materno, Antnio Parisi, italiano de Montesanto. Com a vinda para a cidade do Recife aos 5 anos, expulsos pela poltica coronealista da poca.
Sociloga, com especializao em Poltica e Estratgia. Ainda frequentando a Universidade comeou a trabalhar em Pesquisas. Em 1978 escreveu Propenso a Mudana, para o Projecto Jatob, depois denominado Chapu de Couro. Projecto este elaborado pela extinta SUDENE - Superintendncia de Desenvolvimento do Nordeste, e a Organizao dos Estados Americanos.
Em 1979 trabalhou pela primeira vez no IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatstica, participando das mais variadas pesquisas, desde as Intercensitrias, como nos Censos Populacionais [1990/2.000], Censos Agropecurios, Censos Industriais, Servio e Comrcio, muitas pesquisas mensais. Implementou a Pesquisa Mensal de Emprego [desde o Treinamento, at o Controle de qualidade, j na execuo da mesma. Administrado 70 profissionais de Pesquisa, onde permaneceu por 6 anos como Chefe Substituta. Ficou a frente, coordenando por 9 anos o Sistema Nacional de ndice de Preos ao Consumidor em Recife. Produzindo o ndice mensal da Inflao, Deflao, que tanta importncia tem para o Governo Federal, para a introduo de polticas de fomento ao bem estar dos cidados. Foram anos de muita labuta, construindo nmeros para retratar o Brasil, e faz-lo conhecido pelos cidados e cidads brasileiros. Um trabalho semelhante a de um relojoeiro.
Mas, chegou a hora da Tecnologista Snior sair, por tempo de servio e a aposentadoria foi inevitvel.
E o tempo tornou-se maior, e o olhar votou-se para o outro lado. Onde os nmeros no faziam parte, s o encantamento do corao. E foi assim que comecei a ler e a me interessar por poesias, e o encantamento terminou por me seduzir a escrever poemas e que, por timidez, guardava tudo que escrevia. E como o Universo a tudo trama, todas as pessoas com quem passei a me relacionar escreviam Poesias, quando uma das Poetizas, uma grande e eterna amiga, me presenteou com um Blog, [http://vidaemversosepoemas.zip.net ] e foi assim que comecei a perder a timidez e a escrever o que me passava no meu corao, em forma de versos.

Actualmente Membro da Academia Virtual Brasileira de Letras AVBL, ocupando a cadeira536 com endereo: http://www.avbl.com.br/website?p=Yz0zODUmYT1TQg== Participo tambm de vrios Grupos, entre eles: http://www.cirandasdeletras.cantodapoesia.net/,http://www.crlemberg.com, http://ecosdapoesia.net, www.ciranda.tullipavermelha-poesias.net, http://cirandadoceducao.zip.net, com participao das vrias Cirandas

edmeareina@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s