s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Bti Martins
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia
No sou poeta mas uma sonhadora

Eu no sou poeta, sou sonhadora
Coloco nas linhas do meu livro
Os meus sonhos, uns de amor
Outros de linda amizade
As vezes, busco as palavras azedas
Agrestes e pouco meigas, reclamando
O que de errado esta neste planeta
Como sou sonhadora, busco palavras
Alegres e belas para descrever os sonhos
Algumas so fceis de buscar, sem dicionrio
Sem grandes floreados e complicaes
Pois surgem do fundo o corao
Outras, busco na revolta do povo
Na sua dor e opresso e desigualdade
Quando vejo a fome e guerra, mal tratos
Racismo e xenofobia e religies em conflito
Ento busco as minhas palavras de revolta
E grito aqui na escrita, deixo sem medo
Se cortarem a minha cabea, a voz e o tempo
Que basta de injustias e malvadez.
Pois eu no sou poeta no.
No sou polcia e nem ladro
Sou um Ser humano, revoltado
Com estas desiluses e atrocidades
Por isso eu, quero gritar na minha escrita
Que acabem com estas mentiras de amor.
Por um mundo melhor.Gritarei.
Morrerei.Valer a pena. Se mudar.
Um pensamento, uma lei, uma guerra
E trouxer dignidade humana e amor

Betimartins

Procuro a Paz

Procuro, sonho,
Coloco, anncios no jornal
No satisfeita, coloco
Anuncio na televiso
Paz.... Onde andas...
Volta para mim
Olha a criana chorando
Olha o velho, sumindo de dor
Levaste os filhos na guerra
Levantaram em tua memria
Memorandos e lapides
Onde jorram lgrimas de sangue
Paz volta, no nos deixes sozinhos
Volta paz, no deixes ela no arquivo
Olhem as baleias nos oceanos
Olhem os golfinhos pedindo ajuda
Gritos e manifestaes
Pela paz que esta vindo...
O meu nome e PAZ.
A minha arma uma rosa
Nunca a deixem ela murchar
Pois, rosa branca e amor
Cultivem elas com coragem
Neste mundo belo, que s
nosso...

Beti Martins

Aquele amigo...

Na estrada da vida
Encontrei milhes de amigos
No me senti perdida no tempo
Alguns fizeram marca, rasto
Outros, o tempo o levaram
Tanto a saudade como amizade
Alguns, do passado, ficaram
Aqueles que nos marcam
Cravam o nosso corao de amor
Do de si o melhor, escutando
Orientando, mostrando o caminho
Eu tenho pedacinhos deles aqui
Neste corao faminto de amor
E ofereci bocadinhos do meu corao
Quando estamos triste buscamos
Esses pedaos de amor aqui largados
Reconfortando a nossa alma
Por vezes bate a lgrima da saudade
E sinto a alma a chorar, triste
Fecho os olhos e os sinto aqui
Bem juntinho do meu corao
Amigo no parte, no desaparece
Ele fica sempre juntinho no nosso corao

Betimartins

biografia:

Beti Martins
nasceu a 10-02-1964 em Santo Tirso.

Fez o ensino secundrio indo depois trabalhar em secretariado e administrao de empresas.

Gosta de artes plsticas e tem vrios trabalhos nesta rea. Tem o gosto pela literatura e adora poesia.

Escreveu, quando era mais jovem, vrios artigos para jornais da sua regio: 'Noticias de Guimares' e outros.

Recomeou a escrever na idade adulta e tem uma vasta obra em poesia que divulgada em sites e grupos dedicados poesia.

Hoje vive e trabalha na cidade de Guimares onde casou e permanece com a famlia e nos seus tempos livres adora ler e escrever poesia.

sonhadora, ama a natureza e o seu semelhante e as suas poesias so o reflexo desta sua caracterstica.

Acredita que pelo amor e pela poesia se conseguir fazer a paz em cada ser humano e no mundo inteiro.

Bti Martins

betimartins1@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s