s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Ranato Bravo Valadeiro
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia
APENAS AMOR!

Paixo ardente
Amor to quente
Sangue efervescente
Amor real!
Amor vadio
Em tempo frio
Delrio total!
Em chama acesa
E sem frieza
OU rigidez
Bendita seja
A realeza
Que assim o fez!
Grande vitria
Com toda a glria
Um amor eterno
E na memria
Da nossa histria
O amor materno!
O amor dos pais
No esqueo jamais
Na minha vida
Essa afeio
Em meu corao
SEr repartida.
Por pobres mendigos
Que na escurido
No tm amigos
No vem o po!
Acto de Esperana
Numa criana
Sem fome e dor
Deus mensageiro
No mundo inteiro
Da Paz...do Amor!

QUEM SOU?

Sinto orgulho em minha vida
Por ter andado na escola
No preciso pedir esmola
Minha mente instrida.
Estudei muito por dever
Hoje tenho profisso
Com f em meu corao
Mulher espero merecer!
Trabalho com devoo
Sou divertido e leal
Numa certa ocasio
Penso:_Quem sou afinal?

Serei gua,serei p,
Ou apenas corpo e mente?
s vezes ando contente
Outras sinto-me to s.
Neste mundo interesseiro
S se pensa no dinheiro
No orgulho e no poder.
Eu vivo na nostalgia
De ver chegar outro dia
Pra outro Cristo nascer!

Este Deus que agora existe
Parece que j desiste
Do que ao mundo ensinou
Esse amor que proclamou
Essa palavra to rara
Essa paz que anunciara
Tudo se desvaneceu
Num instante, num momento
A imagem, o sentimento
Afinal, quem...serei eu?

SIMPESMENTE MAR!

Num navio viajando
Nas ondas a baloiar

Onde feliz pareo estar
Com amigos conversando!

Alguns deles vo pescando
Atum, carapau,sardinha

Que sorte ser a minha?
No mar... eu vou mergulhando!

Mar salgado, mar profundo
Mar imenso e azulado

Tens um barco naufragado
Escondes um lindo mundo!

Algas, peixes coloridos
Tesouros abandonados

Por outras naus l deixados
Por piratas esquecidos!

Foste mar de descobertas
E s mar de vendavais

Arrasas com temporais
Nessas noites to incertas!

Levaste reis ao perfil
De outras terras ento

Ceuta, Goa e Damo
Foram chegando ao Brasil!

Pareces ser mar infindo
Levas aos barcos ao cais

Se te olho...vou sorrindo
E no choro...nunca mais!

biografia:

Com um 1 lugar em Conto subordinado ao tema da Paz, nos jogos Florais de Avis, Alentejo, em Portugal.
Com um 3 Lugar nos jogos Florais de Alvalade do Sado em 2005.
Vrias menes honrosas, nomeadamente nos Jogos Florais de Cuba,[ Alentejo ]e Tondela em 2006 e 2007 respectivamente.
Editei o 1 Livri, intitulado Novos Tempos!...Outros Sonhos em Abril de 2006.

valadeiro.renato@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s