s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Jane Silva de Azevedo [Cnsul - Mag-Zona Sul-RJ]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
MDIUM DA HUMILDADE


Mdium humilde gente boa,
Fala pouco e muito faz,
Jamais o vimos a toa,
Sua presena pura paz.

E quando solicitado,
No reclama e logo vai,
Sabendo que o seu legado,
Faz as vezes de um Pai.

E na hora da orao,
Pede por todos com amor.
Pois a sua transformao,
Vem da reforma interior.

E assim vai humildemente,
Caminhando com fervor,
Higienizando a mente,
Com a presena do Senhor


MDIUM DA ALEGRIA


Esta alegria que faz
O corao disparar,
o trabalho que nos traz
De amor que podemos dar.

Captando toda influncia,
Espalhando todo amor
Dissipando as indecncias,
Numa escala de valor.

Tanto o mdium da alegria,
E o mentor aqui presente,
que passam essa harmonia,
Com calor em nossa mente.

Felicidade instalada,
Nosso dever bem cumprido,
Desce a palavra abenoada,
Assoprada em nosso ouvido.

E essa vidncia que temos,
Ofertando ao sofredor,
o amor que oferecemos,
Pra aliviar tanta dor.



MDIUM DA VAIDADE


Um esprito meu amigo,
Diz-me com tanto carinho,
Que a vaidade um perigo,
Que enegrece o caminho.

E que o mdium vaidoso,
Cumpre cego a experincia,
Pensando que esta ditoso,
Mas escreve sua falncia.

E que o jeito que se d,
Pra evitar tamanha dor,
s, se resignar,
E aceitar ser sofredor.

Por favor, v se me entendam,
O caminho de suor,
preciso que compreendam,
Pra evitar coisa pior.

E aqui vai o conselho,
Humildade a todo preo,
Com Jesus, o nosso espelho,
Que nos ama com apreo.

O sucesso garantido,
Com a presena desta luz,
Que mostrou o que est contido,
No caminho at a cruz.


VIDNCIA


Esse esprito a me olhar,
Com essas vestes esvoaantes,
E as flores a circundar,
Neste perfume inebriante.

A beleza em seu sorriso,
A enviar to grande amor,
s disso que eu preciso,
Nesta onda de calor.

Meu corao disparado,
Com vontade de chorar,
Mas logo vem o recado,
No chorar, somente orar.

E nesta paz que sinto agora,
Recolho-me em orao,
Pra meu descanso, por hora,
E acalmar meu corao.


TROVAS


01
Quando o amor e a vida a dois,
Reclama amor e carinho,
Nunca deixe pra depois,
Harmonizar o seu ninho.

02
Tenho uma me to querida,
Estudiosa e preparada,
Um sonho na vida,
Sol na minha caminhada.

03
Fui mais que presenteada,
Com filhos que Deus me deu,
Pois sei que sou muito amada,
Pelos trs, graas a Deus.

04
Que bom que somos amigos,
Amigos a gente entende,
Tu podes contar comigo,
Mesmo eu no estando presente.

05
Seu corao de poeta,
doce e encantador,
A sua trova completa,
Meu dia, com muito amor!!


Biografa:
Jane Silva de Azevedo [Jane Azevedo] Nasceu a 27 de maro de 1964, em So Lus-MA. filha de Deolindo Amlcar Nunes de Azevedo e Benedita Silva de Azevedo. Fez seus estudos de Primeiro grau no Colgio So Jos, Itaja SC e de segundo no Colgio Maranhense - Marista de So Lus-MA. Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Maranho, aos 21 anos. Ps-graduada em Docncia do Ensino Superior e em Homeopatia pelo Instituto Hahnemanniano do Brasil. terapeuta de Florais de Bach.

Aos 21 anos, ao concluir o curso de Odontologia foi convidada a trabalhar no Rio de Janeiro, nas Clnicas Brasil, onde ficou at maro de 1990, quando montou seu consultrio particular no Centro do Rio de Janeiro e comeou a trabalhar no Posto de Sade do Tinguazinho, Nova Iguau RJ, onde est at o momento. cirurgi-dentista do PSF [Posto de sade da Famlia] de Ponte Preta MAG-RJ.

scia da Unio Brasileira de Trovadores, UBT-RJ, participa com trovas e poesias das comunidades: Sou Trovador e Trovadores Noturnos no Orkut e do site www.cafecomhahnemann.com. Tem poesias publicadas no Recanto das Letras. secretria do GAALA Grmio Alusio Azevedo de Letras e Artes.



E-mail:





janekacaca@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s