s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Marcos Loures
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
A adolescncia chega e traz espantos
Os medos so temveis companheiros.
Hormnios pululando pelos cantos
Desejos se tornando garimpeiros

Aguardam as respostas que no vm.
Os dentes cariados, a alma vaga,
Vontade de sentir, mas sem ningum
Apenas solido ainda afaga...

Fortuitas alegrias. So bem poucas,
Momentos ilusrios, risos frgeis.
As vozes transmudando, ficam roucas,
Os olhos nos vazios correm geis...

Arrimo de famlia, o que fazer?
noite, solitrio, o meu prazer...

2

Meu Senhor Me perdoe se no posso
Ter minhas mos to limpas quanto quero.
Perdi meu tempo. Busco amor sincero;
Muitas vezes, percebo, quase roo,

Outras tantas procuro pelo Vosso
Amor, mas no prossigo. Sei to fero
Quem me props viver, quem dera vero
Sentimento que nunca mais endosso...

Nos meus caminhos, tortos e sem nexo,
Busco as mudas gentis dos sentimentos.
Tantas noites, amor dizia sexo...

Agora mais cansado, nada busco.
Eu nem sei de torturas, nem lamentos...
S sei que na luz, teimo ser to fusco...

3

- SIM, EU AMO VOC

Juventude perdida como di,
Maltrata cada dia sem ter pena,
A distncia cruel de longe acena
E a memria sedenta, se corri...

Fui feliz no sabia e se desti
O sentimento. Busco a velha cena
Procuro te encontrar, mas a safena
Implantada no peito, como si

Acontecer, remete ao velho enfarte,
Medo sutil da morte me apavora...
Tentando ser feliz viro descarte

Mas quem me espera, cnico catarro,
Que por mais que eu fugisse disso agora;
A velhice emergente tira um sarro...

biografia:
Marcos Loures

Mdico, nascido em Muria MG, tenho 47 anos e escrevo basicamente sonetos

marcosloures@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s