s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Edno Machado [Cnsul - Panambi-MS]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Acrstico Me

Raiz firme na terra
Orvalhada ao amanhecer
Seiva perfumada
Abenoada.

Flor bela, essncia da existncia.
Rosa, a flor da roseira.
Espinhos, nesta no h.
Ideal nos jardins da ternura
Tenacidade desabrochada
Avermelhada, branca, rsea...
Suavemente amada.


Desejo de minha sombra potica

Procurar a sombra da boa poesia,
Espelhar a imagem do passado,
Iluminar o prisma para abrir a luz,
Buscar os reflexos da escurido,
Tentar ver a imagem apagada.

Sombra da morte, minha vida.
Sombra do som, meu eco.
Sombra do nada, minha transparncia.
Sombra da loucura, meu equilbrio.
Sombra do idioma, minha escrita.
Sombra da matria, meu corpo.
Sombra da imaterialidade, meu pensamento.
Sombra da eternidade, minha f.
Sombra da poesia, meu rastro.
Sombra do sonho, minha realidade.
Sombra da luz, minha sombra.

Acender a luz do sorriso,
Caminhar em plidas sombras,
Mesclar as palavras nas frases.
Quero ser sombra do parnasiano,
Pairar sobre a realidade como um sonho.


Naquele instante

Como belo o curso da natureza,
A Terra girando no espao vazio.
A luz do Sol iluminando o Sistema,
A sombra na parte escondida.

Que coisa bela, naquele instante,
O nosso planeta girando livre.
A rotao quase escondendo o Sol.
Entardecer no serto. Alaranjado.

Quando o Sol desapareceu no horizonte,
O anoitecer ainda brilhava nos seus raios,
Cores. Feixes de luzes. Avermelhado.
Prazeres dos intelectuais.

Felicidade pura.
Sensaes muitas, relao afetiva.
Amor. Memria aguada.
Crebro integrado vendo o belo pr-do-sol,
Assistindo ascenso da auto-estima.

Naquele instante. Naquele instante mgico,
Vem mente a alegria. Felicidade pura,
Para quem soube cultivar:
A estabilidade financeira...
Uma boa relao afetiva...
Boa amizade...
A esperana...
Famlia...
Sade...

Descia a tarde, subia a noite.
Entardecer... anoitecer.
Naquele instante,
A felicidade me embebedou.
Meus neurotransmissores assistiram
O anoitecer engolir o entardecer.
A qumica regulou a minha sensao de bem-estar.
Foi naquele instante que aprendi a viver tentando encantar.
Foi no apagar do brilho das cores dos cus.
Lembrei-me do amanhecer...
Que vem aps as madrugadas.
No entardecer. No! No anoitecer...
Naquele instante...
Foi naquele instante.... que senti.
Naquele giro que jamais se repetir,
Naquela rbita mgica comecei... a amar.

Biografa:

EDNO FREITAS MACHADO


PublicaesDilogo com Extraterrestre Livro de cunho social e filosfico, uma edio.
Viso do Amanhecer Livro de cidadania, trs edies.
Trilhas da Liberdade Livro que retrata a famlia, trs edies.
Gravetos da Riqueza Livro que retrata a famlia, uma edio.
Fragmentos do Sucesso Livro de auto-estima, uma edio.
Enigmas do Universo Livro de fico, indito.
A Ribeirinha romance, uma edio.
O Poeta Que No Usava Drogas Livro antidrogas, uma edio.
Relquias Livro de crnicas, poesias e conto, indito.
Atividades comunitrias1999 2002 - Presidente da Associao de Moradores do Bairro Tiradentes, Campo Grande, MS
1999 2001 Jornal Voz do Leste [12 edies de 5.000 exemplares] Campo Grande, MS


Website:
http://www.ednomachado.com.br

casadecultura@ednomachado.com.br

ednomachado@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s