s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Rafael Vianna
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

as vezes
As vezes me sinto ridículo
Às vezes me sinto diferente
Às vezes me sinto fantástico
Às vezes me sinto único
Às vezes...
Às vezes...
Sinto-me eu mesmo
Um único que por ser diferente
Às vezes e ridículo, mas sempre sendo.
Fantástico
Opa!
Esse não sou somente eu
Todos!
Tolos!
Bobos!
Somos todos assim
Não se sentindo assim
Mas sendo assim
Somente...
Raro...
Único...
Diferente...
Essa e a maravilha da diferença humana!
des-destinos
Ali andando sem perceber
De cabeça baixa
Cabelos sob efeito uma suave brisa
Eu sutilmente
observando
Essa que não se sabe quem
De onde
Quando reverei...
A cabeça lentamente se levanta
Presta atenção
observa
continua
Vai embora
Por um segundo
Há séculos nos conhecíamos
Nunca nos falamos
Ali durante segundos, frações.
Tudo se cala
O redor não existe
O mundo se torna composto
De duas pessoas
Se um sorriso ganhar
sorte
senão
O que mudara?
Passou...
A sorte ira dizer se outros segundos assim
Haverá...
luzes das luzes
Na rua uma luz
A lua brilha
Sob o chão molhado
Da chuva grossa e forte
Ali uma pessoa
Só uma sombra
Um vulto
Nada mais
No asfalto
Luz de uma lua
Luz de um semáforo
Que muda de cor
Sem nenhum carro avisar
Mas lá
Do outro lado
Em sentido oposto
O vento
Frio da madrugada
Expulsando corajosos da noite
A lua já vai
Apaga-se lentamente
Para uma outra luz
Outra esperança
Acabando com a chuva
Com o frio
Com a sombra, o vulto.
Ali vem
O
Sol

biografia:

nascido em belem do para com apenas 14 anos lanco meu segundo livro o Pizza sabor Brasil sobre politica corrpcao e tudu que os nevolve!
assunto do qual gosto desde 2002

rafael.viana@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s