s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Agostinho de Almeida Moreira
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

MERGULHO

O pássaro mergulha meticulosamente na água.
Traz no bico um pequeno peixe
que em vão se debate.
Desde o começo do mundo,
uns morrem para que outros
tenham vida!
Mas fica sempre um travo de angústia
na garganta dos olhos do homem.

Agostinho de Almeida Moreira
Quirinópolis, 10/09/2005.
Este poema foi publicado no Livro Diário do Escritor/2007 da Litteris Editora, sediada na cidade do Rio de Janeiro.


O PÃO E O VINHO

Senhor, dá-me do teu pão
e do teu vinho.
Sacia minha sede
e minha fome.
Faze que a tua poesia celestial,
inunde o meu coração e a minha alma
e que os meus lábios nunca cessem
de louvar e bendizer o teu santo nome.

AGOSTINHO/24/07/2004.

FERIDA
A John Anderson e James Taylor.

A ferida continua aberta
e sangra o sangue amarelento
transformado em pus.
Falta o bálsamo para estancar a dor
e o grito na garganta gangrenada,
mutila a esperança dos homens humildes.
Sangra inda mais ferida, a dor da fome,
da ausência de solidariedade humana
e macule a face desses homens
de corações duros e almas insensíveis.

Escrevi este poema em 19/12/1993, na cidade de Quirinópolis-GO.
Agostinho de Almeida Moreira.


INDIGNAÇÃO

Quedei-me inerte
ante a amargura das palavras
E a rigidez dos gestos.
Não compreendo o mundo
sem amor
e me entristeço diante
da brutalidade dos homens.

Agostinho de Almeida Moreira.

ESCRAVIDÃO

Chega ao fim o meu dia de escravo
e já é noite.
Amanhã, o mesmo tronco, o mesmo chicote
e o mesmo dono.
Sobre as minhas costas a mesma cruz.
As dores do mundo, as dores dos homens
carrego-as comigo.
Carrego também, o suor vertido sobre as minhas pálidas faces
e o desencanto da vida no olhar macerado
que olha, mas não vê...
A desesperança corroeu os liames da minha retina
e do cristalino
e o vômito do dia sôfrego e imundo escorre
cheirando a suor, lágrima e sangue.

Escrevi este poema em 05/11/1995 [domingo], na cidade de Quirinópolis-GO.
Agostinho de Almeida Moreira.


biografia:

Eu, Agostinho de Almeida Moreira, nasci no dia 12/10/1959, na cidade de Paranaiguara [GO]. Sou Membro da Academia de Letras e Artes do Extremo Sudoeste de Goiás - ALESG. Sou professor de língua portuguesa. Atualmente, estou trabalhando como coordenador pedagógico na Escola Municipal Maria Ignez, na cidade de Quirinópolis. Sou Especialista em Literatura Brasileira e tenho Formação Didático-pedagógica para o Magistério. Sou Mestre em Letras e Lingüística pela UFG-UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS.

agostinho-moreira@uol.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s