s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Cleber Mascarello Todero
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Como lidar com isso?

Como lidar com o mundo
Quando h um fungo
Chamado solido!
Que nos machuca no corao

Como lidar com nos mesmos?
Quando tomamos caminhos esmos!
Quando tudo se torna dor
Desacreditamos do amor

A mais vivida de nossas esperanas
E, nos tornamos de novo crianas.
Quando quebramos o brinquedo
...Preferido e mantemos o segredo

Medo de contar o acontecido
Tentar esconder, tornar esquecido!
Mas quando queremos brincar...
Lembramos que o brinquedo, no poder estar!

Como lidar com essa falta
Nosso constante assunto de pauta
Volta e meia vem tona
Uma dor que nos toma

No somos feits para sofrer!
Somos feitos para viver!
A plenitude de um sentimento
Na sabedoria de um pensamento.
Poesia publiucada no livro idiossincrassias

_____________________________

E, eu espero.

Tem dias que penso em ti
Tem dias que voc est aqui
A distancia no grande
Apenas o meu apego expande
A lembrar de teu gosto
A expresso de teu rosto
Quando te falei de amor
Quando te falei de minha dor
Sinto falta de teu beijo
Das caricias e o sabor de teu desejo
Lembro de teu olhar
Do som de tua voz a falar
De teu sentimento por mim
Do inicio ao fim
Tem dias que te quero
Mas os dias passam e eu espero
A paixo essencial
O amor magistral
Poesia publiucada no livro idiossincrassias
_____________________________

Tempestade eltrica

Pelas rimas mtricas
Uma tempestadeeltrica
Na perplexidade da forma
Sucinto poeta me torna

A escrever a sutil sensibilidade
Pelas premissas da sentimentalidade
So palavras e aes
Em amores e coraes

Pela perplexidade da forma
Palavras que nego
No me entrego

A total desventura da deforma
Sou poeta puro
Na potica...Maduro.

biografia:

Em 2003 Participao no XVI Concurso Internacional de Primavera de Poesia,
Que contou com a participao de 12 pases: Brasil, Argentina, Mxico, Portugal, Cuba, Venezuela, Eua, Peru, Uruguai, Colmbia, Chile e Espanha.
Atingindo a 11colocao publicando assim duas poesias: E, eu espero e Como lidar com isso, no livro de coletneas 'Idiossincrasias' organizado e publicado pela editora AG.

Em 2005 Participao no XV Concurso Internacional Literrio de Vero.
Que contou com a participao de 13 pases: Brasil, Argentina, Mxico, Portugal, Cuba, Venezuela, EUA, Peu, Uruguai, Colmbia, Angola, Chile e Espanha.
Atingindo a 4colocao publicando assim duas poesias: Receita de poesia e Quietude, no livro de coletneas 'Sangue, suor e lgrimas' organizado e publicado pela editora AG.

Publicao do livro Idiossincrasias em regime de cooperativa com outros autores

Criao e Desenvolvimento da Home Page Poetas do Velho Oeste

Atuando como Diretor Geral:
Conquistou o apoio de poetas internacionais com de Mafalda Chambel, que atua em parceria como Diretora dos Poetas do Velho Oeste de Portugal, em Queluz, Lisboa, entre outros artistas do segmento literrio.

A Home Page Poetas do Velho Oeste, tem a honra de estar inclusa no Portal da Unesco.
No diretrio mundial de poesia 'World Poetry Directory', na categoria organizaes.
[www. unesco. org/poetry/bienvenue. php? initia=english].

A Home Page Poetas do Velho Oeste, tambm realiza a produo de Projetos Culturais, e aes de Marketing Cultural.

http://www.poetasdovelhooese.br.vc

poetasdovelhooeste2004@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s