s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Claudia Gonalves
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

Alma de poeta

Carrega sonho
em metáforas
atenta aos amores
as partidas

-o som

o silêncio-

o pensamento navega
no subterrâneo
da emoção

magia que pulsa
nas entrelinhas
do que projeta

no delírio
da inquietude
está a alma do poeta

Cláudia Gonçalves

desCaso

A ferro e fogo
marcados estão
com o prato vazio
o sorriso tragado
por promessas em vão

no coração só mágoa
o sol é só uma bola
de onde desce o calor

na água do poço
não há reflexo
só lama e dor

olhando a lua
o que vêem é o breu

estrelas
beleza não têm
só mesmo tristeza

medo até de dormir
pavor de acordar
são homens sem teto
com medo de amar

Cláudia Gonçalves

Mãos de meninos

em esquinas e becos
tem mãos de meninos
que roubam
que matam
que morrem

na pele, no osso
o medo, o terror

e na noite vazia
tem nas mãos de meninos
pedra, punhal

ou serão
gotas de sonhos
que não germinaram

com os sentidos bloqueados
entre lama e fantasmas
o que tem no abandono
é o belo em carrancas

que traduz o escuro
o avesso da vida
corroendo a alma
com total dissabor

e nas mãos de meninos:
pedaços de nada
a bandeira da dor

Cláudia Gonçalves




biografía:
Cláudia Gonçalves


Poeta gaúcha nasceu em Junho de 1968, é consultora de moda, reside em Porto Alegre-RS.
Participou de 08 antologias e tem poemas publicados em e-books, jornais, revistas e nos sites: Alma de poeta, Blocos online, Recanto das letras, Usina das palavras e Artistas gaúchos. http://cacauentrelinhas.blogspot.com/
Ativista cultural, curadora do site almadepoeta.com, coordenadora do Proyecto Cultural Sur/Brasil-núcleos Camaquã-São Lourenço do Sul-RS e coordenadora de publicações do Proyecto Cultural Sur/Brasil.

É membro da Casa do poeta Rio-Grandense e participou do projeto poetas pela paz e justiça social em 2007.

Sou como as águas dos rios...
a natureza me leva ao encontro de algo grandioso...
Talvez uma cachoeira, queda livre ao sabor do vento...
talvez um túnel, submerso num mundo ainda não explorado...
talvez ao encontro do mar...do mar de emoção que há em mim.

Contato:

Cacau_sls@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s