s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Marco Lisboa
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Radiao

Haveria que medir o tempo de decaimento
A meia vida de uma paixo
O exato momento
Em que poderias pedir: fica
Em que eu poderia dizer: no posso
Em que virarias para o lado, sonolenta
Em que lentamente eu sairia
Aquele momento
Em que eu fecharia a porta
E nos deixaria
Para sermos infelizes para sempre

Lapidao

Um colibri
Esmeralda de pura gema
Pousou aqui
Uma metfora lapidada
Que durou o instante de uma bodocada
Desferida pelo poeta em estado bruto

Condensao

J fui assim, nefelibata
Como os carneirinhos l do cu
Vapores de corpos sublimados
Eternos amantes
Mas era vero
Fazia um sol de derreter o juzo
Veio a condensao
E eu virei chuva de granizo

biografia:

Nasci em Belo Horizonte, tenho 57 anos,sou casado, pai de trs filhos e torcedor do Atletico Mineiro. Formado em Fsica,
atualmente trabalho na Receita Federal. Militei 14 anos no Partido Comunista do Brasil e fui diretor da UNE, [Unio Nacional dos Estudantes] em 1971. Escrevo h uns trs anos, tendo colaborado no site Fbrica de Letras e na Revista Estalo. Fui premiado nos concursos de contos e de crnicas dessa revista.
Recentemente, fui o 2 colocado no Concurso Cultura no Ar, na categoria
contos. Minha produo atual basicamente poesia. Escrevo principalmente versos livres,embora incursione algumas vezes pela trova. A Fsica me ajudou a ser sinttico e me tornou extremamente crtico. A minha poesia atual no militante, no sentido tradicional, embora no seja nunca gratuita.
Acredito na formulao de Maiakovsky, que diz que o poeta tem que criar
a sua prpria potica.

tigranpetrosian53@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s