s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Nidia Vargas Potsch [Consul - Alto da Boa Vista-RJ]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
AS PORTAS DA PERCEPO ...
Ndia Vargas Potsch

Se abrem para o infinito
de universos desconhecidos
por ns dois,
onde o silencio se instalou e impera ...

Palavras so desnecessrias,
volatilizam-se pela brisa que passa ao largo.
O pensamento comanda.
Rebate e volta com fora total de outro pensar,
que ao lado ou distante pode estar ...

como o silencio que gravita
em torno de dois seres que se amam:
um gesto diz muito,
mas apenas o olhar, diz tudo.
o silencio cmplice e conivente dos apaixonados ...

A mensagem captada atravessa a atmosfera
como um raio de luz poderoso
em direo oposta.
Nos mostra e nos faz ver
atravs da percepo sensorial
o quanto somos pequenos,
o quanto ainda precisamos apreender ...

Ndia Vargas Potsch
@Mensageir@
Rio, 27/10/2006


GUAS DO MAR ...
Ndia Vargas Potsch

Quanto mais eu aperto
mais ela escorre pelos dedos.
Areia fina, ampulheta do tempo,
que o vento leva,
em torvelinho,
a bailar no espao,
transmudando mundos diferentes
em variadas e seculares esferas
a rodar ... a rodar ...

Cada gro, pedao de almas,
que se encontram
ou se rejeitam,
porque, simplesmente,
um dos lados,
deixou a desejar,
incapaz de dizer:
eu o amo, preciso de voc!
Coraes aos pedaos,
mutilados, remendados,
que caem livres ou
acorrentados a si prprios,
por orgulho desmedido, por vida v,
sob as lmpidas guas deste mar
que, ' Ad Eternum', os lava e
purifica a todo instante,
sem merecer ...

Natureza Sbia!

Ndia Vargas Potsch
@Mensageir@
Rio, 26/10/2006


O ALARIDO ...
DAS EMOES ...

Ndia Vargas Potsch

Alada e rapidamente
como agulhar atomizado
perpassa por todos os poros,
te apresilha o esprito e
acerta sempre no alvo,
com delicado ou desmedido alarido ...

Altiva, em horas incertas,
apregoa extravagante,
tal qual poeira de estrelas,
num versejar tresloucado
de formas, sons e cores,
sua chegada inopinada ...

Tanto suaviza e adoa teu pensar,
inclusive atravs de lgrimas,
como faz um escarcu danado
de agror e tormento em seu corao que,
geralmente, desabafa em baixo calo.
Emoes ... prprias do Ser Humano,
sejam elas quais forem,
ns a vivemos ... ns as sentimos ...

Ndia Vargas Potsch
@Mensageir@
Rio, 11/07/2006


VISO FRAGMENTADA ...
Ndia Vargas Potsch

Espelho de enigmas
que s o interior reflete

ousadamente ...

Mostra o outro lado,

a face oculta, obscura,

que ningum mais v.

Insensato querer saber

e procurar-me em ti,

porque pouco me revelas

a cerca do meu destino ...

Tudo no passa

de uma viso efmera

onde o olhar fixou-se

apenas num breve,

triste e palido reflexo

daquilo que ousei ser um dia ...

Ndia Vargas Potsch

Rio, 15/06/2004


ENTREGA TOTAL!
Ndia Vargas Potsch

Com o fulgor
da sua presena nica,
todas as minhas
estruturas se abalam.
E no adianta
reprimir as emoes ...
Diante das torrentes
destruidoras do meu juzo
que me rodeiam e
cercam-me com furor
inquebrantvel,
estremeo,
nessa cilada de amor; e,
numa derrocada fatal,
entrego-me!
Ou nos amamos
incondicionalmente,
dia a dia,
at a cumplicidade total
e de dois
passamos a ser um,
ou no quero saber
qual ser o final ...
inexistente ... banal ...?

Ndia Vargas Potsch
Rio, 18/07/2004


O UMBRAL DO MEDO!
Ndia Vargas Potsch

Ultrapassando o temor
do jugo de qualquer tirania,
e se ao reagir,
nos sentimos fisicamente impotentes,
possvel lanar mo
de poderosa arma de que dispomos:
nossa inteligncia!
Capaz de minar certas arestas,
de esfacelar com o domnio
que nos foi imposto,
de fragmentar em inmeros pedaos
os malditos planos dos algozes ...

necessrio aguardar
que sopre a aragem certa.
Que os zfiros nos tragam boas novas.
Urdir na certeza, com convico,
para malograr os atos tirnicos,
frustrando todo e qualquer regozijo.
Fazer uma inverso dos papis ...

Ao invs de criar expectativas
de um pandemnio desejvel,
para espantar o inacreditvel,
o certo ser haurir o humus
e queimar a hulha do dominador
lentamente, sorrateiramente,
mas sem basfia ou arrogncia
para que na hora do jbilo,
possamos gritar bem alto: HOSANA!
E aclamar nossa passagem atravs
do dito 'intransponvel' Umbral do Medo,
para algo muito Maior, mais Autntico,
Consistente e Real: a oportunidade
de Viver Feliz e em Paz !

Ndia Vargas Potsch
Rio, 27/06/2006


BIOGRAFIA:

NDIA VARGAS POTSCH


Meu nome Ndia, nasci no Rio de Janeiro, em 22/09/1945.

Percebi o prazer de escrever aos 15 anos de idade quando ganhei um dirio de presente.

Meu primeiro trabalho literrio foi divulgado no jornal do colgio onde estudava.

Sou uma pessoa de hbitos simples, amiga de meus amigos, gosto de Arte, Literatura, Cinema, Fotografia, Natureza, Animais e Viajar..Sou romntica e acredito que o Amor a mola propulsora que nos impulsiona a Vida.

Comecei a me interessar por poesias h bem pouco tempo, pois escrevia apenas textos. A Poesia me abriu um Mundo Novo de prazeres infindos.Gosto de brincar com a fora e o efeito das palavras que atingem nossas almas e nossos coraes .... Possuo 9 livros virtuais de poemas e contos. Sou menbro da AVBL e da AVPB. Ambas academias virtuais brasileiras de poetas.Participo tambm de trs antologias poticas, editadas com outros amigos poetas, pela AVBL.

OUTROS DADOS:

E-mail:
nidia.vargas@terra.com.br

HP: Em construo.

EBOOKS:

http://www.nidiavargaspotsch.ebooknet.com.br

Profisso: Pedagoga e Bacharel em Direito.

Professora de Artes Visuais e Histria da Arte no Ensino Fundamental do Colgio Pedro II / RJ.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s