s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Luciano Wallimann Wolff [Cnsul - Nova Andradina - MS]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Luciani Wallimann Wolff
Cnsul de Nova Andradina - MS
Assessor de Imprensa de Poetas del Mundo em Mato Grosso do Sul
____________________


nasci II

sou filha da gua
gerador do vento que te secou

sangrei meu peito de ti
pra morrer sono de no amar

escorrer a pele
desse vazio que me veste
a tua presena que repulsa

sou o termo do grande resplendor
me da culpa que luz te forou

menstruar lua
forrada cama pra te dormir

sou o claro da cria
crime do pai que te pariu

lamber asco
sugado sexo pra te gozar

sou o sopro do renovo
suco da madre que te gestou

sou movimento filho da liquidez
do toque do homem
no sol da fmea que te causou

luhesa

estranho
so estas mos que desperdiam a tinta
estas letras mal erguidas
esta verdade negada antes de parida

os dedos cortados nas lminas delgadas do pergaminho
pro lquido purpreo abrindo sulcos e ainda sorrindo
o afeto denodado que em ti viceja-me

por que essa sua alegria insiste em me perseguir
sendo que no por mim que vem?
por que esse brilho birrento em certos olhos
quando se metem a misturar suas mesmas cores de um algo amor quimbembe
indeiscente que se faz talvez?

oh envergonhe-se resposta arredia
no se tomar de vtima se te violenciarmos em beijos de concreto gesto inconho
as palavras elucidantes que nos recusa agora

sentimento que te sei-nos uns aos outros
qual das horas reveladoras vir de soslaio
avisar que nos conhecemos

qual das maniatadas rupturas arrogar o afago distendido desejado?

como so negros os olhos negrumes que temos e nos tocam distantes
haveria de ser sempre assim?
onde se elevar a lhana compleio colenda?

por fs ou por nefas
valha-me neste momento agro axioma inaudito

recifestive

cores e corais
ns somos os filhos do recife

meia-noite
a criana chora com fome
o beb mijou na cama
meu filho assim tem cheiro de cola
eu
meu pai

do outro lado da tuba
o pescador joga sua rede que sobe vazia
ele tambm tem fome

pai nosso que estais no cu
e ns aqui na terra?
um po ainda que de dias pelo menos hoje nos dai
perdoe nossas lgrimas assim como ns fechamos os olhos dor de nossos irmos

pai nosso que estais no cu
santificado seja o teu nome em todo o universo
e o que ser do nosso
mesmo que apenas na terra?

santo pai que estais no cu
teu o poder, o reino e a glria
e ns? o que temos? de quem somos?

pai nosso que estais no cu
perdoe essa dor e a pouca f
a ti recorremos
olhai por ns
pelo menos vs que sois nosso pai
amm

biografia:

Nascido em 08 de novembro de 1977, numa cidade onde nunca morou, em Ivinhema, Estado de Mato Grosso do Sul. Viveu a infncia em Anglica, uma cidade vizinha. Depois se mudou para Nova Andradina, e a partir dos 16 anos entregou-se s andanas pelo Brasil afora, morando em Recife [PE] e Palmas [TO], por exemplo. jornalista, tendo marcado seu nome nos principais veculos de imprensa do Mato Grosso do Sul, ou como parte da equipe, colaborador ou como entrevistado em funo da repercusso de seu trabalho e importncia para a nova literatura. Tambm professor por formao e militante das causas de direito, pelo que j conhecido por seu esprito combativo e posturas firmes e incisivas. Foi premiado em vrios concursos literrios, desde regionais, at internacionais. Participou de obras coletivas, escritor independente e seu primeiro livro publicado chama-se 'Jarro e A gua Dele' - contos e poemas.

Contato com o autor:

http://www.ondeestawallimann.blogspot.com/

Comunidade no Orkut:

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47745693

releases.wolff@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s