s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Francisco Antunes Soares
Nacionalidad:
Angola
E-mail:
Biografia
ALEGAO

Um cais deserto sob a morte me justifica.

A queda brusca de uma histria
Antiga,
O deus secreto a que a memria
Aspira.

Mundo suspenso,
Terno e cruel
Para quem fica.
Pequeno sonho
De papel.

*

CAMBUTA

H um pigmeu no teu corpo
Curandeiro que me limpa
Da consanguinidade adivinhada
Nas entranhas do benefcio
Que legitima os avanos
Mais nada garante.

H um ferreiro nesse pigmeu
Um pouco mais para Norte-Nordeste,
Muito alm de Tombuctu, aqum
Do que me dizes sem saber
Que Amani, a grande rainha,
Entre limalhas nos legou
O poder sobre rios e cumes
Aores e cimes.

Muito alm de Tombuctu.
Muito aqum dos estalos
Da lngua silenciosa
Das areias khoi-san
No sal dos meus olhos mistos.

*

PERPLEXO

Fbula maravilhosa...
E no entanto no posso
Ser aquilo que eu invento.

biografia:

Poeta, fotgrafo, crtico e professor universitrio, foi tambm editor. Vive entre Angola e Portugal.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s