s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Marco di Aurlio
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

SER POETA

Ser poeta ?
é se vestir de estrelas,
é sentir, criar centelhas,
é viver o vento,
é viver o mundo,
é sair de João
de Severino, ou de Raimundo,
é gritar cantando,
é olhar suave,
é sorrir chorando.

Ser poeta,
é viver de hora em hora,
é contar bem alto
a façanha toda,
pois não há no mundo
uma estória boba,
que se faça jus
ser jogada fora.

A poesia
é o próprio fogo,
é a terra solta,
é o ar liberto,
é o mar revolto,
é a lua pálida,
é o sol de ouro,
é a pedra cálida,
é um corcel alado
em seu dorso bravo
levando um tesouro.

Ser poeta ?
É não ter pés pro corpo,
é levita com a mente,
é ser tão somente
um ser apenas louco.

AQUARELA

Ah! se quero que existas,
como não, se necessito ?
Como posso sentir vida
sem pensar que em ti existo ?
Ah! meu amor como te sinto,
como és pra mim divina,
o Minotauro ? O labirinto ?
Seja lá a minha sina,
serás sempre o que mais quero,
serei sempre o meu desejo,
serás minha aquarela,
serei sempre aquele beijo.

IMAGEN

Bendita ilusión,
fuíste hecha
de mi deseo más profundo,
del recanto animado de mi mundo,
y los colores que te di
fueron exaltados.

El altar donde yo te contuve
fue más alto;
el escenario de mi sueño inebriante
te elevó a la cumbre más distante
que las manos que te echo
se hacen pocas.

La voz que tengo aún,
baja y ronca,
en el aire velado y frio de este calvario,
el grito que no sale de mi boca
implota em um anhelo casi muerto.

Quizás tus ojos me descubran ya
como un jardin que encubre
una rosa vivae roja
entre los lirios que alrededor
le vela al rostro.

Quizás
que yo viva para el momento
que a ti,
oh ilusión de mi tormento,
explota cerca de mi
el alma nuestra.

biografia:

Poeta popular, autor da 1a. Edição de Literatura de Cordel em Braille, 1 livro de contos, 62 títulos em Cordel e 1 livro de poemas no prelo.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s