s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Bernardo Almeida [Cnsul - Cidade de Salvador-BA]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Crena e aparncia

Quem cr no amor e nunca chorou
Dificilmente amou
Quem cr no amor e nunca sofreu
Dificilmente amou
Quem cr no amor e nunca perdoou
Dificilmente amou
Mas quem ainda cr no amor?
O amor foi reduzido a desejo
Passageiro, ligeiro
Um sem nmero de parceiros
Companheirismo piegas
Amar algum to brega
A sinceridade est de braos cruzados
A cumplicidade tirou frias
E o compromisso se aposentou
Mas quem ainda cr no amor?
Livre de interesses materiais
Repleto de saudades e lembranas
Os coraes esto trancados
Protegidos contra danos
Todo mundo to srio e prudente
Falta coragem paraamar
mais fcil possuir do que se entregar
Mas quem ainda cr no amor romntico?
O que era sentimento verdadeiro
No passa hoje de um jogo entre parceiros
A morte j no separa os casais
O amor morre muito antes
O vinho transformado em gua
Sem sabor, gosto ou cheiro
Sem emoes e sem feies
Quem veio ao mundo e nunca amou
Falar sobre a vida no pode
Porque nada sabe
Porque nada aprendeu alm de futilidades
Porque nada sentiu alm do trivial
Porque nada entendeu alm do bvio
Porque, ainda que vivo, nunca viveu

Deveras, homem!

Ah, como difcil ser um homem
Em um mundo to machista e feminista
Ah, como difcil sorrir sem ser julgado
Como difcil chorar sem ser censurado
Ah, como difcil ser um homem
Em um mundo to feminino e masculino
Onde os contrrios se igualam
E as verdades se anulam
Ah, como difcil
E voc nem sabe do meu esforo
Voc nem quer saber
Como difcil sobreviver entre seus preconeitos de homem
Como difcil no padecer aos seus padres to femininos
Como difcil ser um macho
Daqueles com M maisculo
Que chora, ama e pede colo

ETRE VRAIMENT HOMME

Oh, quil est difficile dtre un homme
Dans un monde si machiste, si fministe.
Oh, quil est difficile de sourire sans tre jug,
Quil est difficile de pleurer sans tre censur,
Quil est difficile dtre un homme
Dans un monde si fminin et si masculin
O les opposs se valent
Et o les vrits sannulent,
Oh, que c'est difficile,
Et personne ne veut en tenir compte,
Quil est difficile de survivre parmi les hommes prjugs
Quil est difficile de ne pas souffrir en observant les normes imposes
Tant par les femmes que par les hommes.
Quil est difficile de vivre avec un M majuscule
Qui pleure, aime et prie genoux.

Bernardo Almeida [Brsil]
Traduit en franais par Athanase Vantchev de Thracy


Deuses e demnios

A mentira faz dos homens homo sapiens
Os demnios so todos assim
Tenho conversado com dezenas deles
Porm, os deuses aspiram a perfeio

Ambos falham e mentem em formas
E em conjecturas arrogantemente expostas
Mas subdividem-se em bem e mal
Sois o que podeis captar da natureza

Exrcitos so formados em nome do dio
Mas no amor de um Cristo qualquer, velho e ultrapassado
Encontram a sua justificativa para matar e oprimir
So todos servos de uma estupidez esqulida
De um sinal que no deveria ser dado
E de divindades mortas, mas logo ressuscitadas
Nos tmulos do fanatismo catrtico das religies

biografia:

Um dos mais jovens e contundentes poetas brasileiros, Bernardo Almeida expe seu palavreado mental como uma necessidade vital. Sem aceitar qualquer autoridade, verdade ou poder constitudo, seus poemas refletem a importncia de se reformular as intenes universais. O amor necessita ser reencontrado, tal qual a liberdade e a plenitude. A interveno artstica na realidade oficial tambm a base do seu trabalho. Na busca da justia social, talvez encontre apenas a solido de uma esperana sustentada pelas vigas de uma inspirao atrevidamente potica.
Bernardo Almeida fotgrafo digital [desenvolve imagens artsticas sob o conceito da hibridez], poeta, escritor de contos, roteiros e tiras, compositor e livre pensador. ainda formado em Comunicao pela Universidade Catlica do Salvador. O trabalho artstico que desenvolve est centrado em trs pontos: a interveno, a descrena nos convencionalismos e o questionamento. No ano de 2005, lanou o livro de poesias Achados e Perdidos, o qual disponibiliza para download gratuito em seu site

http://www.bernardoalmeida.jor.br

almeida.bernardo@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s