s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Mara Toscano
Nacionalidad:
Portugal
E-mail:
Biografia

1. asas de palavras

nestas asas de palavras me transportas, Maga.

e eu agradeço-Tas: exulto de exaustão

desprendo-me, pelo ar, em vozes-força; em sílabas de espanto

de futuro;

em silêncios regados pelo humor aceso na mais profunda Alegria.

e eu agradeço-Tas: sérias e metódicas, ordeiramente

reordenam o desconcerto da interrogação; repetidas - sem repetição -

esclarecem miudezas do dia-a-dia, escarnecem das merdinhas

quotidianas, enaltecendo o breve, o enquanto e a contemplação;

redondas, lustradas, torneadas, implodem o Aqui até ao Tudo,

reconquistam passos e laços, sementeiras, eiras e searas e futuro e ilusão;
insinuosas, silenciosas e cálidas,
guardam bestas e deuses da confrontação: calam desafios irreverentes

a prometer e consagram o Altar da Fala da sedução.

nestas asas de palavras me passeias, me vagueias

do risco certo à incerta mão.

e eu agradeço-Te: Mago sopro, Maga luz

- agradeço-Te o Desprendimento e a Contemplação.

IN «A \\\'madre\\\'da casa da avó / Os Nomes Infinitos do Ser», Cbra, Pé-de-Página Editores, 2002.

2. [sem título]

na dobra das visões te protegi.

com lacres de espuma
emoldurei esta alma tresmalhada.

cabias redondo, ofegante.
num murmúrio do silêncio
me esvaí.
doutros recantos o soro da promessa
me recompunha em olhos e vastidão.
Enderecei alto
Muito,
o manuscrito da ENTREGA;
da Luz o flori, folheei,
folheei, recortei e recomeço.

a funcionária sorriu-se da urgência.
outros pestanejamcumplicidades.

num recanto estás escrito
que és p\\\'ra mim;

do outro ressona a vaidade.

num papel de prata
toca-me o aqui;

retalhos de notícias
antiquidas
volteiam seres-me a
calamidade.

emoldurei esta alma.

tresmalhada
te cobiço e alicio
numa promessa de presenças,
de poesia.

átomos da agonia da espera
andam por aí
à solta
sem pruridos.
regresso à entrada da casa
e percebo
meus pés fugidos, fugidios.
levo a mão à fechadura certa
e faltam-me os dedos dos sentidos.
olho a sacada soberana sobre a rua
e os passos se emaranham
nos precipícios
do chão, da tábua que estalou
pla mão dos espíritos
sabidos.
na chaminé oscilam caçarolas
esvoaçam os púcaros de asas
livres, o repolho e a abóbora
para o canto do ausente quintal.
o vinho risca, a sangue, o ar
e detém-se, lívido, ao meu passar.
de telhas encontro o leito adormecido
e as torneiras pedem lite ao acordar.
nas guelras do goraz
bailam sereias
e dos potes de barro das azeitonas
bandoneons : « - ¡Volver!,
o doce do moscatel inaugurado
implora, a algum pai, com Buarque:
«este silêncio todo me atordoa
atordoado eu permaneço atento...»

já os livros rodam de mãos dadas
falam-me as letras de que gostaste:
tacteias, mastros, juncos, e crianças :
Eugénio em acenos gravados.

recuo: ao fundo, o corredor,
o baú do futuro me aguarda:
ferrolhos do imenso linho
corais de mar do norte
teu entranhado incenso
se exalam
se exalam pelas frestas
da não casa.

deslizo-me: de parede faço-me em algas
lacres de espuma fatais águas e risos
me amparam.
e minha alma
na dobra das visões nos acasala.

In «A Utopia da Coragem», Viseu. Palimage Editores, 1999.

3. [sem título]

amo
ainda que as marés se afoguem
de lágrimas vertidas sem qerer

Inédito, 2000.

biografia:
Maria [de Fátima] Toscano
, que se considera uma buscadora da Fala Poética, tem vindo a crescer - desde Maio de 1963 - alentejana de Campo Maior, em ligação encantada com gentes e lugares [Abrantes, Ilha do Sal, Águeda, Alentejo, Lisboa, País Basco e Coimbra].
Tal percurso de encantamento obriga a várias aprendizagens intermináveis, entre as quais, a da artesania do desengano.
Assim, nos anos 70-80, participou em/dinamizou organismos culturais estudantis: 1978 - Liceu José Falcão: Iº. prémio de poesia/Curso Geral, IIºs. Jogos Florais; e Núcleo de Teatro co-fundador dos Encontros de Teatro na Escola [Dir.: Melo Alvim]; 1980 - Curso de Iniciação do TEUC [Or.: Deolindo Pessoa]; 1981 - integra o elenco das 3 primeiras peças de IBIS, Teatro Universitário - ISCTE [fundado e encenado por Paulo Filipe; Prémio de Grupo Revelação/81 com «Drama em Gente - Exposição Fotográfica sobre Fernando Pessoa»] ; formação em voz e canto [Edith Piaf, Mahlr], e de actor, por profissionais.
Meados de 80-90 - cantou e fez animação de diversos bares/restaurantes [Lisboa e Coimbra]: música popular portuguesa e brasileira, fado; cafés-concerto [canções de Piaf e textos próprios]; desde 1993 - tem vindo a aperfeiçoar o canto do Fado de Lisboa em actuações pontuais.
1991 - Na tertúlia de 8 de Março, no BOUTEQUIM, interpretou canções de Piaf, a convite de Natália Correia.
1998 - Participação breve numa canção do livro-cd «Poemigas. Versos y Canciones [1990-1997] - poesias de José Luis Arántegui; músicas de Miren Ariño [ed.: Espanha, «del Lunar», col. Del Nagual : 1998].
7 Livros de Poesia Publicados - \\\'do Vagar e da Memória\\\', 1997, Palimage Ed.; \\\'as palavras contidas\\\', 1998, Editora Minerva de Cbra; \\\'para além das coisas\\\' -1998- e \\\'A Utopia da Coragem\\\', 1999 - Palimage Ed.; \\\'a madre da casa da avó / os nomes infinitos do ser\\\' - 2002; http://www.ces.fe.uc.pt/publicacoes/rccs/Recensoes_revcriticas/recensoesrccs64.pdf - e \\\'a artesã do desengano\\\', 2003, Pé-d-Página Editores; \\\'Portugalito\\\', 2002, Palimage Ed..
Integração em Antologias ou Colectâneas de Poesia: \\\'Memória da Palavra. Antologia Poética. 1º Encontro de Jovens Poetas de Coimbra\\\', 1995, [Secretaria de Estado da Cultura do Minist. Cultura/Dir.Reg. do Centro]; \\\'Poesia para Timor Loro Sae\\\', 1999, Palimage Ed.; \\\'Colectânea de Poesia por Coimbra\\\', 2001, Pé de Página Ed.; \\\'Coimbra Encantada\\\', 2003, D. Quixote [Apoio: CCNC 2003].
Presença on line: está/esteve presente nalgumas páginas de poesia on line - www.artepar.com.ar/solopoemas.htm; http://www.palavreiros.org/festivalmundial/home.html;

integrou a escrita on-line de «o poema mais longo em língua portuguesa», o fulgor da língua - www.ofulgordalingua.com ;

aprofunda a escrita poética em espanhol, desde Nov/2003, in

http://www.elistas.net/lista/poetas-zaguan/ ;

e o seu blog de intervenção estética e cultural é http://sulmoura.blogspot.com/

Desde 1997 - tem criado e realizado o que designa como \\\'rituais poéticos : sessões diferenciadas da prática declamatória, fundadas no cruzamento experimental de técnicas teatrais participativas do público-parceiro. Destacam-se [para além dos 6 rituais expressamente concebidos para a apresentação pública dos seus livros]: 15/11/1997 - «Poemas e Cantigas de Rua I»: animação nocturna de rua [com companheiros da Poesia] na Alta de Coimbra, a partir do seu inédito «o Sinal Anunciado do Nascimento» [Apoio: CMC; Co-organização: «Solar Marias do Loureiro» por inauguração das novas instalações]; 8/3/1999 - «Mulheres e Poesias» : Co-organização com «Palimage Ed.» e «Ed. Minerva de Coimbra» da sessão de leitura das poetisas editadas por aquelas [Livraria-Galeria Minerva [Cbra]; 1/02/2000 - «POESIA TORGUIANA - uma nova dependência tóxica»: sessão de divulgação de Miguel Torga com Joaquim Basílio, [foyer do TAGV, Cbra]; 23/04/2003 - «Maria Toscano volta a atacar: \\\'QUEREMOS PAZ!\\\': Semana Cultural AEISMT, [Garden Bar, Cbra].
Tem participado em diversas sessões de leitura de poesia a] quer m Feiras do Livro i] de Cbra, 2000 e 2003; ii] de Viseu, 2000; de Lisboa, 2003; b] quer em Sessões de Leitura dos Poetas da Oficina de Poesia - FLUC, Julho/2003 [ Centro Cultural D. Diniz, Cbra; Livraria 100ª. Página, Braga; c] quer, nos últimos 4 anos, nas sessões de Apresentação de livros de outros Autores, a convite destes; d] 30/11/2005 - concepção e realização da Sessão Comemorativa dos 70 anos da morte de Pessoa - Biblioteca Municipal - Casa Mun.da Cultura de Coimbra [a convite da C Munic Cult e de Rui Mendes]

No campo profissional, é Socióloga desde 1986 - ISCTE, Lisboa. Ensina no Instituto Superior Miguel Torga de Coimbra desde Janeiro/1990 e - após o Mestrado na FCSH-Univ. Nova/Lx., 1993 - prepara, no ISCTE, a dissertação de Doutoramento sobre \\\'mulheres, socialmente designadas como pobres-excluídas, em processos de requalificação social\\\'.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s